quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Cansaço

Engraçado, quando nós não queremos reduzir o ritmo da vida, Ele se encarrega de fazer isso por nós.

Termino 2009 incrivelmente cansada, esgotada, com a cérebro pifando, saindo faísca... e quando menos esperava fui derrubada por uma febre estranha que me arriou.

Ele é perfeito. Ele chega e diz PARE! O sinal está vermelho dona Dalízia, se vc não quer parar por bem, vai parar por mal. E assim aconteceu...

Como qq outra pessoa não suporto ter meio mal-estar, já convivo há anos com crises de enxaqueca, elas me bastam, MAS, sempre se pode aprender na dor. Aliás, o aprendizado na dor é um dos mais profundos.

Nas duas noites que passei febril senti, mais do que nunca, que a cura está sim, muitas vezes, em nós. A sensação ruim permanecia, mas durante essas noites tentei levar meu pensamento para bem longe daquele quarto quente e viajei. Lembrei-me de momentos bons, momentos de alegria, risos e assim viajando consegui dormir e me esquecer que corpo e mente não estavam em harmonia naquele instante.

Agora, um pouco melhor, e lúcida creio mais ainda que a nossa cura depende muito de nós, do nosso esforço, dedicação e vontade. Com a mente sã somos capazes de viajar e fazer com que a dor seja reduzida ao pó que ela verdadeiramente é, afinal, como diria um amigo, "nossos problemas nunca são maiores que o nosso tamanho", no meu caso, 1,62m.

Sds!

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Usinas no Pantanal

O assunto gera polêmica, mas merece reflexão. O limite entre o meio ambiente e o progresso, onde está? Para tudo é preciso equilíbrio.

Segue uma matéria sobre o assunto:
O ZEE (Zoneamento Ecológico Econômico), encaminhado pelo governador André Puccinelli (PMDB), foi aprovado em primeira análise nesta manhã, pela Assembléia Legislativa, sob protestos da oposição.

A proposta causou polêmica, porque libera o plantio de cana-de-açúcar e a instalação de usinas na BAP (Bacia do Alto Paraguai).

O deputado Pedro Kemp (PT) apresentou uma emenda supressiva, proibindo a instalação de usinas na região da BAP, mas ela foi rejeitada pela maioria.

O deputado Paulo Duarte (PT) anunciou que ingressará na Justiça com uma Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) contra a aprovação da Lei que libera o plantio de cana na BAP.

Ele afirmou que considera a lei inconstitucional por confrontar a legislação federal.

O mesmo argumento foi usado por Teruel e Pedro Kemp, que ocupou a tribuna para falar sobre a preservação do Pantanal e ressaltar que a luta contra as usinas na região é antiga.

De acordo com o parlamentar, esta bandeira foi levantada no início dos anos 80. Sem contar com a morte do ambientalista Francisco Ancelmo, que ateou fogo no próprio corpo em nome da causa.

Por outro lado, o relator do projeto na CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), deputado Reinaldo Azambuja (PSDB), defendeu a legalidade da proposta.

Ele ressaltou que não existe lei federal vigente, apenas um decreto contra o plantio de cana-de-açúcar na BAP.

O tucano lembrou ainda que 92 instituições participaram do debate e da elaboração do projeto, que tem embasamento técnico-científico suficiente para ser aprovado no Estado.

Presidente da CCJ, o deputado Júnior Mochi (PMDB) também defendeu a constitucionalidade do projeto. Ele disse que o decreto deve regulamentar ou anteceder uma lei, mas não tem força na hierarquia constitucional.

“A ordem é a seguinte: primeiro a lei federal, depois a estadual e depois a municipal. O decreto não é autônomo, se uma lei estadual regendo determinado tema for aprovada, ela tem preponderância sobre o decreto”, esclareceu o parlamentar, que também é advogado.

Segundo o presidente da Assembléia, Jerson Domingos (PMDB), a segunda votação da proposta acontece ainda este ano, antes do recesso parlamentar.

Emenda – A proposta foi aprovada com uma emenda do deputado Reinaldo Azambuja, que libera a instalação de usinas na Zona de Depressão do Rio Miranda.

A área é de planalto e fica acima da Serra da Bodoquena, em um trecho localizado entre as cidades de Anastácio e Bela Vista.

Segundo o deputado, os estudos apontam a viabilidade para a implantação de usinas nesta área, sem danos ao meio ambiente.

FONTE: Campo Grande News (01/12/2009)

Sds!

domingo, 6 de dezembro de 2009

Árvore de Natal

Adoro observar meus pais arrumando a casa para o Natal.

Eqto observo penso em como nos preparamos para o Natal. Vejo tanta beleza, tanta luz, tanto adorno. Mas e aqui dentro? Estou tão adornada, iluminada, enfeitada?

Natal é tempo de luz. Mas não luz para brilhar somente enquanto as festas duram e exposta nas janelas das casas.

É luz para irradiar dentro de nós e o ano inteiro. É luz para nos tornar luz para os outros.

Eqto meus pais arrumam as luzes de casa, continuo a refletir sobre meu atual estado de luz... pelo jeito estou com algumas 'luzinhas' queimadas.. ainda tenho tempo de trocar para o ano novo.

Sds!

Ela tem a força

Sabe aquela pessoa que mesmo mal se preocupa com os outros?!

Neste mundo doido que vivemos encontrar pessoas assim não é fácil. Mas eu tenho o prazer de conviver com uma pessoa assim, oscilando entre menina e mulher.

Essa mocinha tem me feito aprender com ela diariamente. Além de encantadora, divertida e espirituosa, o coração desta menina não tem tamanho.

Ela é capaz de ir ao hospital passar uma tarde inteira lá somente para levar seu notebook para uma colega usar, acessar a internet e se distrair um pouco.

Ela é capaz de pedir aos médicos para mudarem o dia de internação de outras colegas somente para elas participarem de uma confraternização.

Ela é capaz de ligar para uma mãe desolada pela perda de um filho só para saber como ela está... uma mãe não, várias mães que perderam seus filhos.

Até aí, nada tão surreal.

Mas, esta jovem sofre de leucemia. Ela está em tratamento e como ela msm diz - "nao sei quanto tempo vou durar". Só que eqto ela não sabe, ela não fica parada, ela não cruza os braços e espera o seu dia chegar, não... ela sai de si mesma e vai ajudar seus colegas que também sofrem.

Há momentos que precisamos lembrá-la que ela é uma paciente. Mas ela não se intimida, ela não consegue ficar quieta somente observando e se cuidando, de forma alguma... ela estende a mão, msm que a sua mão esteja debilitada para segurar o outro e aí ela acaba estendendo as duas.

Ela não sabe, mas a admiro demais. Talvez por isso goste tanto de ficar ao lado dela, pq estou sempre aprendendo a ser uma pessoa melhor e em muitos momentos tenho vergonha da pessoa que sou.

Se existem anjos, ela, com certeza, é um.

Sds!

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Perdas...

O segundo motivo do sumiço foram umas perdas definitivas que tive.

Primeiro o jovem Porthos e mais recentemente o pequeno Batata.

Combinei com o Batata que esta semana saíriamos para jantar. Tudo praticamente fechado! Scraps trocados no orkut um do outro e era só aparecer por lá ontem, mas, infelizmente, este jantar não chegou a acontecer. Meu amiguinho se foi da noite para o dia e até agora está no meu celular a mensagem que ele me mandou cobrando por não ter ido em um jantar passado.

Quando faltei ao jantar passado eu, provavelmente, estava ocupada. Ocupada com algo muito menos importante do que sair para jantar com um amiguinho doente. Pensei, tolamente, que teria outra oportunidade e não tive...

Ontem fui ao lugar combinado e jantei... sei que não resolverá, ele se foi e não jantamos, mas fui como forma de pedir desculpas a ele por ter colocado um compromisso qq à frente de seu desejo de sair para comer algo diferente da comida de um hospital.

Batatinha... vc me fez repensar algumas coisas sabia?! Em como a vida é frágil e em como não posso mesmo acreditar que terei outra oportunidade, pq em alguns momentos, a oportunidade não chegará mais.

Como diria Renato Russo - "é preciso amar as pessoas como se não houvesse o amanhã".

Você, Batatinha, me provou isso.

Amanhã faremos um luau, sei q vc adoraria estar lá e por isso não o cancelamos, pq sabemos que você pensaria em nossos outros amiguinhos que precisam de uma alegria para continuar lutando.

Vá em paz! Junte-se aos outros pequenos que perdemos nos últimos 2 meses. Conviver com vcs é um ensinamento diário, um aprendizado sem igual, uma oportunidade divina de ser alguém melhor. obrigada Batatinha!

No consultório

Fiquei um tempo off.. o primeiro motivo foi o trabalho... o segundo será tema do próximo post.

Neste gostaria de refletir sobre o que vi na sala de espera de um consultório médico. Enquanto aguardava a minha vez, presenciei alguns momentos máximos de carinho entre mães e filhas. Algunhas 'senhorinhas' estavam carinhosamente acompanhadas de suas filhas entre uma consulta e outra.

Pensei em quando minha mãe envelhecer e chegar a hora desta filha lesada cuidar dela.

Minha mãe, nos últimos tempos, não é mais minha heroína, mas isso não é algo negativo. Pelo contrário, minha mãe tornou-se humana, com defeitos e qualidades. Que ora erra, ora acerta e por isso a admiro um pouco mais e a amo também pelo mesmo motivo.

Sei que quando envelhecer, assim como eu quando ficar mais velha, ela precisará de atenção redobrada, ouvidos atentos, tato leve, sorriso nos lábios. Espero estar preparada para isso, como vi algumas filhas no consultório esses dias.

Espero poder segurá-las em meus braços e conduzi-la por cada degrau e tirar da sua frente qualquer obstáculo que possa machucá-la, assim como ela fez comigo quando comecei a andar.

Mas e as mães que não têm filhos por perto, como farão? Aquelas que foram esquecidas no asilos...

Sds!